terça-feira, 15 de janeiro de 2013

7 Comandos do Windows 7 que todos os Administradores de Redes devem saber...

Leave a Comment
    
  Aqui estão 10 comandos fundamentais do Windows 7 que você poderá achar útil.

      Este artigo destina-se apenas como uma introdução a alguns comandos de resolução de problemas úteis. Muitos deles oferecem inúmeras opções opcionais, que não vou abordar aqui, devido a limitações de espaço. Porém pode saber a fundo sobre cada uma buscando referências no TechNet
1: System File Checker
      Os softwares maliciosos, muitas vezes, tentam substituir arquivos de sistema centrais com versões modificadas em um esforço para tomar o controle do sistema. O Verificador de arquivos do sistema pode ser utilizado para verificar a integridade dos arquivos de sistema do Windows. Se qualquer um dos arquivos são encontrados para ser em falta ou danificado, eles serão substituídos. Você pode executar o Verificador de arquivos do sistema usando o comando:
sfc / scannow

2: Verificação de assinatura de arquivo
      Uma maneira de verificar a integridade de um sistema é certificar-se de que todos os arquivos do sistema são assinados digitalmente. Você pode fazer isso com a ferramenta de verificação de assinatura de arquivo. Esta ferramenta é iniciada a partir da linha de comando, mas utiliza uma interface gráfica. Vai dizer-lhe quais os arquivos do sistema são assinados e quais não são. Como regra geral, todos os arquivos do sistema deve ser assinado digitalmente, apesar de alguns fabricantes de hardware não assinar arquivos do driver. O comando usado para iniciar o arquivo ferramenta de verificação de assinatura é:
  sigverif

3: Nslookup
      A ferramenta nslookup pode ajudá-lo a verificar se resolução de DNS está funcionando corretamente. Quando você executar nslookup contra um nome do host, a ferramenta irá mostrar como o nome foi resolvido, assim como o servidor DNS que foi utilizado durante a pesquisa. Esta ferramenta pode ser extremamente útil na solução de problemas relacionados a registros de DNS legados que ainda existem, mas que já não são corretas.
     Para utilizar esta ferramenta, basta digitar o comando nslookup, seguido do nome do host que deseja resolver. Por exemplo:
  dc1.contoso.com nslookup

4: Ping
      Ping é provavelmente o mais simples de todos os comandos de diagnóstico. É usado para verificar a conectividade TCP / IP básica para um host da rede. Para usá-lo, basta digitar o comando, seguido pelo nome ou endereço IP da máquina que você deseja testar. Por exemplo:
  ping 192.168.1.1
      Tenha em mente que este comando irá funcionar apenas se o tráfego do Internet Control Message Protocol (ICMP) for permitido entre as duas máquinas. Se em qualquer ponto possuir um firewall bloqueando o tráfego ICMP, o ping falhará.

5: Pathping
     O Comando Ping faz um bom trabalho de lhe dizer se dois hosts podem se comunicar um com o outro sobre TCP / IP, mas se um ping falhar, você não receberá qualquer informação a respeito da natureza da falha. 
      Já o Comando Pathping é projetado para ambientes em que um ou mais roteadores existam entre hosts. Ele envia uma série de pacotes para cada roteador que está no caminho para o host de destino, em um esforço para determinar se o roteador está enviando lentamente ou descartando pacotes. Na sua forma mais simples, a sintaxe para pathping é idêntico ao do comando ping (embora haja algumas opções adicionais que você pode usar). O comando fica assim:
  pathping 192.168.1.1

6: Ipconfig
      O comando ipconfig é usada para exibir ou modificar os endereços IP de um computador. Por exemplo, se você quer ver a configuração de rede em um sistema Windows 7, você poderia usar o seguinte comando:
  ipconfig / all

      Assumindo que o sistema adquiriu o seu endereço IP de um servidor DHCP, você pode usar o comando ipconfig para liberar e renovar o endereço IP. Para fazer isso, envolve usar os seguintes comandos:
  ipconfig / release
  ipconfig / renew
  
      Outra coisa útil que você pode fazer com ipconfig é limpar o cache de resolução de DNS. Isso pode ser útil quando um sistema está resolvendo endereços DNS incorretamente. Você pode limpar o cache do cliente DNS  usando o comando:
 ipconfig / flushdns

7: Reparação bde
   Se uma unidade criptografada com o BitLocker tiver problemas, às vezes você pode recuperar os dados usando um utilitário chamado de repair-bde Para usar este comando, você vai precisar de uma unidade de destino para o qual os dados recuperados possam ser escritas, bem como a sua chave de recuperação do BitLocker ou recuperação de senha. A sintaxe básica para este comando é:

repair-bde <source> <destination> -rk | rp <source>


    Você deve especificar a unidade de origem, a unidade de destino, e quer o rk (chave de recuperação) ou o rp chave (senha de recuperação), juntamente com o caminho para a chave de recuperação ou a senha de recuperação. Aqui estão dois exemplos de como usar esse utilitário:

repair-bde c: d: -rk e:\recovery.bek
repair-bde c: d: -rp 111111-111111-111111-111111-111111-111111


0 comentários:

Postar um comentário